quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Dia das Bruxas


A palavra Halloween tem origem na religião católica. É uma contração da expressão "Ali Halliows Eve", no inglês atual, "All Hallows Eve", que significa "Véspera do Dia de Todos os Santos".
O Halloween, conhecido no Brasil como Dia das Bruxas, é comemorado na noite de 31 de outubro. No aspecto religioso, essa ocasião é conhecida como a vigília da Festa de Todos os Santos, dia 1º de novembro. Estudiosos de folclore acreditam que os costumes populares do Halloween exibem traços do Festival da Colheita, realizado pelos romanos em honra à Pamona (deusa das frutas), e também do Festival Druída de Samhain (Senhor da Morte e Príncipe das Trevas).
De acordo com a crença, Samhain reunia as almas dos que tinham morrido durante o ano para levá-los ao céu dos druídas, nesse exato dia. Para os druídas, Samhain era o fim do verão e o Festival dos Mortos. O dia 31 de outubro marca também o término do ano céltico.
Período Pré-Cristão
Acreditava-se que os espíritos dos mortos voltavam para visitar seus parentes à procura de calor e provisões, pois o inverno aproximava-se e, junto a ele, o reinado do Príncipe das Trevas. Os Druídas invocavam forças sobrenaturais para acalmar os espíritos maus.
Estes raptavam crianças, destruíam plantações e matavam os animais das fazendas. Acendiam-se fogueiras nos topos das colinas nas noites de Samhain. As fogueiras talvez fossem acesas para guiar os espíritos às casas dos seus parentes ou para matarem ou espantarem as bruxas. A inclusão de feiticeiras, fadas e duendes nesses rituais originou-se da crença pagã de que, na véspera do Dia de Todos os Santos, havia uma grande quantidade de espíritos de mortos que levavam avante uma oposição aos ritos da igreja de Roma, e que vinham ridicularizar a celebração de Todos os Santos, com festas e folias próprias deles mesmos. Supunha-se que fantasmas " frustrados" pregavam peças nos humanos e causavam acontecimentos sobrenaturais.
Período Cristão
Com o passar dos tempos, a comemoração do Halloween tornou-se alegre e divertida, sem todos aqueles vestígios sombrios e tenebrosos da tradição céltica, tornando-se mais conhecida na América após a emigração escocesa, em 1840. Alguns dos costumes trazidos pelos colonos foram mantidos, mas outros foram mudados, a fim de que houvesse adaptação às novas maneiras de viver.
Como exemplo, temos as Jack-O-Lanterns que, feitas com nabos primitivamente, passaram a ser feitas com abóboras. Essas Jack-O-Lanterns são um dos símbolos mais conhecidos do Halloween e têm sua origem entre os irlandeses.
Jack-O-Lantern
Conta a lenda que um homem chamado Jack não conseguiu entrar no céu porque era muito avarento, e foi expulso do inferno porque costumava pregar peças no diabo. Foi, então, condenado a vagar eternamente pela terra carregando uma lanterna para iluminar seu caminho.
"Trick or Treat" (Travessuras ou Gostosuras)
A fórmula Trick or Treat também se originou da Irlanda, onde as crianças iam de casa em casa pedindo provisões para as comemorações do Halloween, em nome da deusa irlandesa Muck Olla. As crianças inglesas continuaram esta tradição, vestidas com roupas extravagantes, pedindo doces e balas.
Hoje em dia, principalmente nos EUA, o Halloween é lembrado com muitas festas e alegria. Nessas festas, as pessoas usam máscaras e se vestem como fantasmas, bruxas, Conde Drácula, Frankstein, ou da maneira que achar mais engraçado ou horripilante. As crianças saem às ruas fantasiadas, batendo de porta em porta, pedindo doces e dizendo: "Trick or Treat". Quem não as atende pode ter uma desagradável surpresa, pois elas podem lhe pregar alguma peça.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

*.*

Meu Coração está cansado, bastante cansado!
=\

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Sobre Amores e Borboletas! ***


Ouço sempre aquela velha frase: "O amor é como uma borboleta; não a aprisione. Deixe-a livre e cuide do seu jardim, e ela certamente voltará."
Então sofremos, choramos, cedemos. Deixamos elas livres.
Imaginamos se um dia ela voltará.
E fica-se horas a fio esperando a borboleta voltar e pousar no seu dedo, mas ela não vem.
Desesperamo-nos, choramos mais um pouco, e então nos conformamos (ou não) com o jardim sem o colorido daquela borboleta. Deixamos o jardim de lado por um tempo, lamentando a partida da borboleta. Lamentando ela ter ido buscar jardins diferentes. Lamentando não haver mais sentido de se conservar um jardim.

Até que um dia, tu acordas, olha pro jardim e diz: "É primavera. Tu vai florescer novamente!"
E cuida do jardim, rega, planta. Nascem flores, o jardim torna-se belo, retorna-se o colorido que havia ali.
E assim como desde pequenos aprendemos que uma lagarta um dia vira borboleta, aprendemos também que uma borboleta nunca vira uma lagarta.
O amor pode se tornar bonito como uma borboleta, mas jamais pode virar uma 'lagarta'. Se um dia isso acontecer, então não é amor.

E, quando tu faz do teu jardim a tua vida; quando tu cuidas, quando tu tens afeto por ele, a cada dia ele se torna mais colorido, mais convidativo, mais belo.
E então, um dia, enquanto tu regas tuas flores, quando menos espera, quando nem imaginas, uma borboleta pousa em seu ombro. Como se agradecesse pela beleza do teu jardim.
Como se dissesse: "Eu estava esperando tu cuidar do teu jardim, para eu poder voltar."


**

terça-feira, 19 de outubro de 2010

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Chocolate sempre melhora o dia!

Bolo de aniversário que a Tia fez!!
Tava bãoooo!!!!
Amei!
To feliz hoje!
Vai dar tudo certo!
Tirei os pontos... agora falta pouco, já já eu começo uma nova fase... ganhar dinheiro (hahaha)!!! E vamo que vamo!!!!
Espero que todo mundo esteja bem e feliz tbm!
Beijo no coração
amo vcs
S2

domingo, 10 de outubro de 2010

Vento... Ventania... Me leve para outro lugar!


Olha!
Que brisa é essa
Que atravessa a imensidão do mar?
Rezo
Paguei promessa
E fui a pé daqui até Dakar
Praia, pedra e areia
Boto e sereia, os olhos de Iemanjá
Água! Mágoa do mundo
Por um segundo
Achei que estava lá
Olha! Que luz é essa
Que abre um caminho
Pelo chão do mar
Lua
Onde começa
E onde termina o tempo de sonhar?
Praia...
"Eu tava na beira da praia
Ouvindo as pancadas
Das ondas do mar"

sábado, 2 de outubro de 2010

Sorrir ^^

Cantar e Cantar e Cantar
A beleza de ser um eterno aprendiz!