terça-feira, 19 de julho de 2011

Boa Viagem!


Acho que já publiquei esse texto aqui antes... mas vale a pensa rever denovo!
Momentos decisivos na vida... é hora de seguir em frente, é hora aprender a viver...
Eu sei que não vai ser fácil, mas eu vou conseguir!
Fé em Deus sempre, nos meus guias espirituais e em mim!!!!

Queria ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras, alguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho…
Que me veja como um ser humano completo, que abusa demais dos bons sentimentos que a vida lhe proporciona, que dê valor ao que realmente importa, que é meu sentimento… e não brinque com ele.
E que esse alguém me peça para que eu nunca mude, para que eu nunca cresça, para que eu seja sempre eu mesmo.
Não quero brigar com o mundo, mas se um dia isso acontecer, quero ter forças suficientes para mostrar a ele que o amor existe…
Que ele é superior ao ódio e ao rancor, e que não existe vitória sem humildade e paz.
Quero poder acreditar que mesmo se hoje eu fracassar, amanhã será outro dia, e se eu não desistir dos meus sonhos e propósitos, talvez obterei êxito e serei plenamente feliz.
Que eu nunca deixe minha esperança ser abalada por palavras pessimistas…
Que a esperança nunca me pareça um “não” que a gente teima em maquiá-lo de verde e entendê-lo como “sim”.
Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão…
Que o amor existe, que vale a pena se doar às amizades e às pessoas, que a vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim… e que valeu a pena.

S2

domingo, 3 de julho de 2011

=(


A história de um barquinho sem rumo, na imensidão do mar sem fim. Sem farol, sem porto, sem cor.
Onde está minha âncora? Onde está a terra? Onde está o sol?
A solidão do coração é o maior dos oceanos. Tão lindo, Tão só! 
Aonde anda meu coração? Pra onde foi? 
Ele está aonde eu não posso alcançar agora... 
Nas profundezas dos sonhos, da ilusão e da dor, cheio de correntes e grilhões.